Como criar um site para seu escritório de contabilidade


Como criar um site para seu escritório de contabilidade

O passo a passo de tudo o que você precisa saber

A ascensão da internet no século XXI trouxe uma maneira nova de conversar com qualquer pessoa de qualquer lugar, interagir com o mundo, consumir informações, serviços e produtos de uma forma rápida, acessível e prática.

Segundo dados da ONU de 2018, mais da metade da população mundial usa internet – cerca de 3,9 bilhões de pessoas. O acesso maior vem de países ricos, porém, é possível observar o aumento do uso da internet em países em desenvolvimento. Pelo menos 90% dos usuários acessam a rede através de celulares, muitas vezes pelos dados móveis.

Já no Brasil, segundo pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) realizada em dezembro de 2018, 69,8% das pessoas possuem conexão com a internet: cerca de dois terços da população do país. Dos que acessam a internet, 94,2% dos usuários a utilizam para trocar textos e imagens.

Esse é um público que aumenta a cada dia graças aos avanços tecnológicos e de comunicação, que levam a internet e smartphones a todos os lugares. A tendência é que se torne cada vez mais difícil encontrar um local que não tenha sinal de telefone ou de internet.

Grandes empresas já apostam no comércio e na comunicação online há muito tempo e têm uma grande presença no ambiente virtual. É através da internet que eles se comunicam com os consumidores, potenciais consumidores, vendem, compram, analisam tendências e mantém uma interação com os seguidores, que nunca se esquecem da marca por estarem em constante contato com ela e por criarem uma relação amigável, quase familiar.

O avanço da tecnologia mudou a forma como o mundo faz negócios, aproximando pessoas e marcas de lugares distantes e rompendo todas as barreiras geográficas, de linguagem e/ou cultura. Colocar a sua marca no ambiente digital é uma necessidade urgente que não deve ser ignorada. Para navegar nas ondas da internet, é preciso investir na sua presença digital e alcançar o cliente onde ele estiver.

As buscas por serviços e produtos no ambiente digital são muito expressivas e não devem ser ignoradas por quem busca o sucesso. As pessoas consomem e compram online todas as horas do dia, todos os dias da semana. Segundo relatório realizado pela Nuvem Shop, o número de pessoas que compram pela internet saltou de 66 para 73 milhões entre 2017 e 2018 e a expectativa é que esse volume chegue a 87 milhões até 2020. Isso só no Brasil.

Estudos indicam que compras regulares na internet são feitas por quase 7 a cada 10 brasileiros. Em 2018, a parcela de consumidores que diz comprar online regularmente, pelo menos uma vez por mês, chegou a 65%, de acordo com dados de pesquisa da PwC. Esse porcentual era de 58% quatro anos antes.

Em 2017, 76% dos brasileiros compraram online (via aplicativos ou website), o que representa um aumento de 9% em comparação a 2016. 45% dos adultos brasileiros acreditam que seus gastos online irão aumentar nos próximos 12 meses, segundo dados do PayPal.

Se você chegou até aqui, é porque sabe que precisa de um site e de um bom gerenciamento desse site a fim de oferecer experiências únicas para seus clientes ou potenciais clientes.

Neste guia, vamos ajudar você a organizar as suas prioridades, elencar o que precisa ser feito e guiar você até o sucesso.

Dicas e estratégias para atrair mais clientes
para sua empresa direto em seu email



Registre um domínio para sua empresa de contabilidade

Este é o primeiro passo para que você crie o site do seu escritório. É a partir de um domínio que você pode criar seu site, e-mails e ter acesso a outras ferramentas.

Uma série de questões deve ser levada em consideração para você decidir se precisa de um site, mas ambas precisam de um domínio e é importante que você providencie isso o quanto antes.

Em resumo, domínio é o nome de um site, o endereço dele.

É através do domínio que você consegue acessar sites, blogs e quase tudo o que está disponível na internet. Normalmente, o formato de um domínio é nomedasuaempresa.com.br.

Alguns cuidados devem ser tomados antes de começar, por exemplo: é importante que o nome do seu site seja também o nome da sua empresa, ou algo que seja muito parecido caso o nome não esteja disponível. Tenha sempre em mente que quanto mais fácil for o seu domínio, mais facilmente ele será encontrado por pessoas interessadas. Evite nomes muito complexos, em outras línguas ou difíceis de serem soletrados.

No Brasil, os domínios com o final .br são cadastrados pelo Registro.br. Cada domínio que usa o .br é registrado pelo NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR) que organiza aspectos técnicos, recomendações de procedimentos para a segurança a fim de manter a qualidade técnica do uso da internet no Brasil.

Qualquer pessoa física (CPF) ou jurídica (CNPJ) pode registrar o seu domínio, salvo em situações quando o domínio equivalente pertence a outro titular. Daí a necessidade de registrar logo o nome da sua empresa como um domínio. A categoria mais comum é o COM.BR, disponível para atividades comerciais. Normalmente, o pagamento pelo domínio é feito anualmente.

Garantir que a sua empresa contábil tenha um domínio em seu nome é importante para o desenvolvimento dos trabalhos que serão feitos no ambiente online. Um site com o nome, endereço e identidade visual da sua empresa é um cartão de visitas, uma vitrine que ajuda a divulgar o nome da marca e consequentemente aumentar as vendas no ambiente online ou fora dele.

Antes de decidir quais categorias ou finalidade seu site terá, ou se será mesmo um site e não uma loja virtual, é fundamental garantir que o nome dele esteja salvo ao registrar o domínio.

Registrar um domínio é fácil e rápido. Você não precisa ser expert no assunto para isso, basta acessar o site Registro.br e seguir as instruções. Com o domínio registrado, o primeiro passo já foi dado. Agora é preciso contratar um servidor de hospedagem. Confira a segunda etapa.

Contrate de um servidor de hospedagem

Se você seguiu o primeiro passo direitinho, significa que o seu site já tem um endereço. Mas apenas ter um endereço com um espaço em branco ou com uma página de aguarde não adianta muita coisa, certo?

É preciso contratar um servidor de hospedagem que vai armazenar os dados do seu site e disponibilizá-lo para que ele seja acessado na internet por qualquer pessoa em qualquer lugar.

Tudo funciona como um quebra cabeça: o site é feito por uma série de arquivos que são armazenados em um servidor. Para acessar o seu site, é necessário utilizar um navegador. O navegador vai ler os arquivos e exibir o seu site para quem digitou o seu domínio. Sem o servidor, o site não tem conteúdo nenhum e sem o domínio, não é possível ter acesso a esse conteúdo.

É fundamental que ambos trabalhem juntos, de maneira correta a fim de proporcionar ao usuário uma navegação rápida, instintiva e satisfatória. Um site com problemas de servidor ou com uma página que demora muito para carregar e apresenta falhas acaba afastando os usuários e os potenciais clientes.

Existem diversas empresas de hospedagem na internet que oferecem armazenagem dos dados do seu site por valores, planos e tamanhos diferenciados – normalmente calculados em gigas, para que você saiba qual o limite disponível de dados. Existem alguns servidores com hospedagem ilimitada.

É importante verificar se o servidor é seguro, confiável e checar também as avaliações dos outros usuários. Confira também se a empresa de hospedagem contratada oferece um suporte para que você possa entrar em contato caso haja algum problema.

Alguns servidores caem quando o acesso ao seu site aumenta muito repentinamente, limitando o número de acesso por usuários. Como você ainda está começando, é difícil que o site caia por causa de um grande número de acessos simultâneos.

Sites grandes, como órgãos governamentais, por exemplo, muitas vezes utilizam uma hospedagem própria que garante que o site não caia ou fique fora do ar devido o número de acessos.

Ao criar o domínio e a hospedagem, é possível utilizar algumas ferramentas como a criação de e-mails relacionados ao seu domínio. Por exemplo: se o seu site tem o domínio: telescopiodigital.com.br, você poderá criar e-mails como contato@telescopiodigital.com.br. O acesso a esses e-mails muitas vezes é feito através do webmail ou outras ferramentas.

A criação de um e-mail e a boa utilização dele na comunicação empresa/cliente é muito interessante e, quando bem utilizada, pode aumentar as vendas, melhorar a relação entre os envolvidos e gerar um rede de contatos. Saiba mais sobre e-mail marketing no nosso blog.

O servidor de banco de dados e o site devem ter a mesma linguagem de programação, ou pelo menos devem ter uma ferramenta que faça essa ‘tradução’ a fim de evitar falhas na comunicação e atrasos na entrega dos resultados. A linguagem padrão dos sites é o HTML e a maioria dos servidores trabalha com ela.

Com o domínio e o servidor criados e contratados, é hora de seguir para a terceira etapa que consiste na definição de objetivos.

Estruture e defina objetivos

Se você chegou até aqui, significa que entendeu a necessidade de criar um site para sua empresa, registrar um domínio e contratar um servidor de hospedagem. E agora?

Agora é hora de definir os objetivos que você pretende alcançar com o seu site contábil.

Você precisa de um site, isso é evidente. Mas como esse site vai funcionar? É fundamental elencar as prioridades para decidir como o seu site será desenvolvido. Mas como fazer isso?

Em primeiro lugar, reúna a sua equipe e, juntos, entrem em um consenso sobre o que vocês esperam da presença digital da sua empresa. O objetivo é vender mais? Reunir informações para que os clientes cheguem até você? Divulgar um produto ou serviço?

Uma das dicas é pesquisar na concorrência o que as outras empresas estão fazendo e o que você poderia melhorar. É importante ter em mente também que criar um site não é uma receita de bolo: não existe um modelo pré estabelecido e o que funciona para uma empresa pode não funcionar para a sua.

Com os objetivos claros em relação às suas expectativas, é possível definir se você precisa de um site que funcione como uma vitrine para divulgar seus produtos/serviços ou se você precisa de uma loja virtual para efetivamente vender no ambiente online.

Ambos os modelos seguem estilos parecidos que consistem em:

Página inicial – traz todas as informações pertinentes ao seu negócio logo de cara como nome, telefone, endereço, horário de funcionamento e outras formas de contato.

Sobre – essa página traz detalhes sobre sua empresa com informações sobre o negócio como história, ramo de atividade, equipe, missão, visão e valores.

Produtos ou serviços – apresenta informações claras e precisas sobre seu produto como medida, formas de pagamento, cores disponíveis, forma de entrega entre outras. Quanto mais informação, melhor.

Contato – apresenta canais e formas de o cliente entrar em contato com você caso precise de mais informações.

Blog – um blog é uma boa maneira de atrair pessoas para o seu site quando elas estão simplesmente pesquisando por um assunto relacionado ao seu negócio. Quanto mais conteúdo de qualidade você tiver a oferecer, melhor será o posicionamento do seu site. Essa é uma das estratégias utilizadas pelo marketing digital que vamos falar mais adiante.

Trabalhe conosco – ter um banco de currículos cadastrados com pessoas interessadas em trabalhar na sua empresa é uma boa pedida. Crie essa canal e capte os currículos a fim de atualizar uma base de profissionais cadastrados.

Redes sociais – Além do site, é interessante colocar a sua empresa também nas redes sociais. As redes sociais mais utilizadas como o Facebook e o Instagram oferecem uma visualização enorme e também não é por menos: só no Facebook são cerca de 2,13 bilhões de usuários cadastrados. Com a estratégia correta, você pode alcançar um público muito grande, aumentando assim suas chances de vendas e divulgação.

Com os objetivos e estruturação definida, chegou a hora de partir para a criação ou o design do seu site.

Criação e Design

Se você chegou até aqui, é porque decidiu criar um site, registrou um domínio, contratou um servidor de hospedagem e definiu o que você espera de um site. Com essas informações em mãos, chegou a hora de criar o seu site.

Para criar o layout do seu site do zero, é importante contratar uma equipe profissional e experiente para não ter dores de cabeça. O profissional de Web Design ouve o que o cliente espera do projeto e com base no que ele precisa, desenvolve um rascunho com o layout e as funcionalidades.

É importante que nessa fase a comunicação entre os profissionais e o cliente seja clara e precisa a fim de realizar o projeto dentro do prazo com o mínimo de refações possíveis.

É nessa fase que o projeto começa a ser desenvolvido seguindo as novidades do mercado, visando sempre facilitar a vida de quem irá acessar o site e refletir a identidade da marca ou da empresa. O site precisa seguir algumas normas a fim de ser fácil de utilizar e se tornar bem ranqueado no Google quando as pessoas procurem por ele.

Para isso ele precisa ser responsivo, ou seja: o site deve se adaptar para todas as telas (celular, tablet, computador, notebook). Conforme falamos anteriormente, grande parte do público terá acesso ao seu site apenas pelo celular.

O site também deve ser fácil de navegar, instintivo e leve. É importante também que seja criada uma interface que seja fácil de usar para que você consiga atualizar o seu site sempre que for necessário.

Com o esboço definido e o layout estabelecido, é hora de programar ou desenvolver.

Desenvolver (Programação)

Se você chegou até aqui, significa que o layout do seu site já está aprovado. É a partir desse layout que o site começará de fato a ser desenvolvido.

Com base nas exigências do cliente, o profissional de Web Design começa a desenvolver o projeto. Cabe ao profissional identificar a melhor linguagem dentre as várias disponíveis para começar a programar. A partir daí começa o desenvolvimento front-end, que é a conversão do layout em código. Este é o processo onde o layout começa a ganhar vida.

Cada página possui especificações próprias e precisa ser feita separadamente. É nessa hora que o domínio e o servidor de hospedagem serão integrados para que o site funcione como um todo com links, botões e formulários funcionais.

O prazo do projeto vai depender do tamanho e do nível de dificuldade do site que está em desenvolvimento e também do tempo que o cliente leva para aprovar o layout. É necessário fazer e refazer testes a fim de simular a experiência do usuário, prever e evitar falhas. Quanto mais funcionalidades, páginas e gráficos o site precisar, mais tempo ele irá demorar para ficar pronto.

Algumas empresas oferecem sites ou lojas virtuais pré-montados. O que acontece muitas vezes, no entanto, é que as funcionalidades vão apenas até certo ponto e o modelo utilizado é engessado, não permite mudanças e nem é visualmente atrativo. Por falar na parte visual, é importante que o layout respeite as cores, logos, fontes, imagens e outras informações para que haja harmonia e identificação com a marca.

Depois do projeto feito, testado e corrigido, é hora de entregá-lo, ou publicá-lo.

Publicar

Essa é uma das últimas etapas na busca para colocar o seu site no ambiente virtual. O site já tem um endereço (domínio) integrado com o servidor de hospedagem e já está com a cara pronta. É hora de publicá-lo.

É nessa hora que seu site começa a fazer parte da internet de fato e pode ser acessado por todas as pessoas interessados. É possível indicá-lo para clientes, copiar o endereço em cartões de visitas e finalmente começar a construir uma reputação online mais consistente.

Você recebe um ‘manual de instruções’ para saber usar, gerenciar e atualizar o conteúdo além de poder analisar métricas, responder a mensagens que chegam através do formulário de contato e acompanhar o número de acessos.

A empresa que desenvolve o site normalmente oferece também um canal de comunicação a fim de sanar dúvidas e oferecer suporte ao cliente. Mas publicar o site não é o último passo no caminho para o sucesso digital.

Atrair novos clientes com Marketing Digital

Seu site está pronto e no ar, parabéns! Mas: e agora?

Muitas pessoas pensam que as vendas irão aumentar magicamente assim que o site estiver pronto e no ar. Não é bem assim.

Os acessos não vão surgir do dia para a noite e as vendas não vão triplicar sem um empurrãozinho do Google.

Conforme falamos anteriormente no blog, a internet é como um supermercado que, ao invés de vender produtos, vende lojas e serviços. Cada loja está separada por categoria e oferece produtos parecidos, a preços convincentes. Todas elas são suas concorrentes e também competem por visualizações, cliques e acessos.

Fazer com que sua loja ou seu site ganhe destaque entre tantas outras é um desafio constante que exige aprimoração e o domínio de algumas estratégias, como o Marketing Digital.

O Marketing Digital Contábil é uma ferramenta desenvolvida com o propósito de impulsionar e manter os sites e as lojas virtuais sempre visíveis, fidelizar os clientes e oferecer o que eles estão buscando.

Através de pesquisas, estudos, planejamento e análise de dados, é possível traçar um mapa que busca alcançar visibilidade e destaque dentre tantas outras opções na rede.

Uma meta traçada para alcançar o sucesso de uma empresa pode não funcionar em outra, surge daí a necessidade de analisar caso a caso e propor soluções diferentes para cada tipo de variável.

É de extrema importância que os seus produtos e serviços tenham presença digital e sejam encontrados de forma simples por usuários em todas as plataformas – inclusive pelos celulares – através de anúncios que são cada vez mais eficazes, personalizados e certeiros ou de forma orgânica, apostando no marketing de conteúdo, no uso de palavras chaves e de outras estratégias que comprovadamente geram resultados.

Muitas lojas existem apenas virtualmente e são cases de sucesso que provam que o ambiente online é muito vasto e tem espaço para todos que saibam como usar o Marketing Digital ao seu favor.

As estratégias de marketing digital contábil são feitas sob medida de acordo com a necessidade da empresa. Diferentes estratégias geram diferentes resultados em determinadas épocas.

Aumentar as vendas, consolidar uma boa reputação da marca e/ou fidelizar clientes a fim de que eles se lembrem da sua marca são apenas algumas das vantagens de começar a investir no Marketing Digital hoje mesmo.

Algumas das estratégias mais utilizadas são:

Investir em anúncios do Google

Utilizar o Google Ads ao seu favor faz com que sua empresa apareça nos primeiros resultados quando alguém pesquisar por ela, pelos produtos ou serviços que ela oferece.

Utilizar estratégia de SEO no seu conteúdo

Criar um blog, mantê-lo atualizado com informações e dicas sobre o produto ou serviço que você oferece seguindo as estratégias de SEO ajuda a fazer com que seu site alcance boas posições no ranking.

Criar um bom e-mail marketing

O e-mail marketing funciona como um canal de comunicação entre sua empresa e as pessoas que escolhem receber aquelas informações. Dicas, novos posts no blog, novos produtos e promoções na loja atraem cliques e possíveis vendas.

Integrar seu site com as redes sociais

O Facebook e o Instagram ganham novos usuários a cada dia e aumentar a presença digital da sua marca também nessas redes sociais é uma boa pedida.

Investir em estratégias de marketing digital

Através de ferramentas de pesquisa de público, é possível verificar o número de novos clientes que sua empresa poderia atrair e o número de vendas que você pode estar deixando de realizar ao não investir em estratégias de marketing digital.

Gostou desse artigo? Comente aqui embaixo o que você achou e deixe suas dúvidas.